-

[Resenha] Trono de vidro

Olá amora, tudo bom?

Hoje vim trazer a resenha de um livro maravilhoso, Trono de vidro foi uma leitura surpreendente e está no meu coração.

Titulo: Trono de vidro (Thron of Glass #1)
Autor(a): Sarah J. Maas
Ano: 2013
Páginas: 392
Editora: Galera Record
Compre na amazon
⭐⭐⭐⭐⭐💗

"Sou Celaena Sardothien, Assasina de Adarlan. Se estes homens soubessem quem sou, parariam de rir. Sou Celaena Sardothien. Vencerei.''






E se Cinderela fosse uma assassina?

Estrangeira de um reino não muito distante, Calaena Sardothien foi resgatada ainda pequena pelo rei dos assassinos depois de seus pais terem sido mortos, desde então ela virou sua pupila e agora com 18 anos é considerada a melhor assassina do reino de Adarlan, porém após ter traída e ter uma pessoa próxima a si morta, ela é enviada para as minas de sal em Endovier, onde fica confinada durante um ano trabalhando como uma escrava. Entretanto, sua situação muda quando o Príncipe Dorian e o Capitão da guarda real Chaol vão a sua procura em busca de uma campeã para um desafio proposto pelo rei, a assassina então ganha as opções de participar da competição e trabalhar para o homem, cujo a anos atrás foi o responsável pela morte de sua família ou perecer nas minas.
"Talvez o mundo jamais fosse perfeito, talvez algumas coisas jamais fossem corretas, mas quem sabe ela tivesse alguma chance de encontrar o próprio tipo de paz e felicidade."
Com a decisão tomada, Calaena parte junto com o príncipe para o castelo de vidro sob a identidade de Lady Lillian uma ladra de joias, com o intuito de parecer fraca diante dos oponentes que não tem conhecimento sobre o verdadeiro rosto ou idade da assassina. Já com um plano traçado Laena tem certeza que sairá vitoriosa e em poucos anos conseguirá sua liberdade, só que a competição começa a ficar perigosa demais quando alguns participantes são encontrados mortos por ao que parece uma criatura sobrenatural, de repente a assassina se vê pressa em um mistério envolvendo o rei e a magia, força a tempos proibida e extinta em Adarlan.

Tudo fica ainda mais complicado quando a primeira rainha do reino Elena resolve aparecer como um espirito e destinar a missão de resolver os mistérios a ela, agora Calaena precisa descobrir qual é o terrível mal que paira sobre o reino e qual é o envolvimento do rei nisso tudo, além de estar preparada para vencer todos os seus oponentes, incluindo Cain, um brutamontes que adora provoca-la.

Calaena é um personagem muito bem construído, no começo vemos somente uma jovem fria, egoísta  e muito sarcástica, mais conforme nos aprofundamos na historia percebemos que ela carrega bastante escuridão em seu passado que é preenchido ao poucos, mas com toda certeza podemos dizer que ela é orgulhosa e corajosa, tem consciência que é bonita, forte e pode vencer e não estou falando somente de força bruta, sua inteligencia é bem destacada no livro e quando percebemos estamos fazendo exatamente o que ela planejou.
“Meu nome é Celaena Sardothien - mas não faz diferença se meu nome é Celaena, Lillian ou vadia, porque eu ainda posso acabar com você, independente do que sou chamada.”
Um personagem que acabei gostando foi o Príncipe Dorian, ele no inicio passa a ideia de ser alguém muito mimado por sua posição, dando a entender que sempre teve tudo que quis, mas na realidade isso é só uma casca que ele usa para se proteger, tendo em vista um pai tirano que nunca se importou muito com o ele. Sei que Dorian vai evoluir muito na serie, pois ao meu ver ele ainda é muito ingenuo em relação as loucuras do pai e por isso sempre é meio que excluído da ação.
"Todos carregamos cicatrizes, Dorian. As minhas são apenas mais visíveis que as da maioria."
Também temos Chaol o Capitão da guarda vulgo melhor amigo de Dorian que foi designado a tomar conta da assassina, no começo percebemos claramente seu desgosto com essa função que está ligada a sua natureza correta e leal, mas conforme ele vai conhecendo Calaena melhor esse sentimento muda e logo ele passa a questionar se ela realmente merece ser punida. E sim, entre o príncipe e ele, eu prefiro o Capitão, nos primeiros capítulos você já suspeita se vai rolar um triangulo amoroso (coisa que eu detesto), mas na verdade é que a escritora não se concentrou no romance e não houve nada clichê como disputa de quem vai ficar com a "mocinha".

Enfim, eu já conhecia a escrita da Sarah da serie Corte de espinhos e rosas, então já estava acostumada com esse cenário meio medieval que ela coloca nos livros, gostei muito dessa nova versão que vi dela, pois em Trono de vidro há bem mais lutas e ação que em Corte e todas são bem descritas e me envolveram completamente. Mal tinha acabado o livro e já estava começando o segundo volume.


Mais alguns qoutes:

"- Sente-se sozinha? - perguntou Dorian
- Sozinha? Não. Posso sobreviver muito bem sozinha, se receber o material apropriado para leitura"
 " Bibliotecas estão cheias de ideias, talvez seja a mais poderosa e perigosa de todas as armas"
"Eis uma lição para você, mestre. Dê-me homens de verdade com quem lutar. Então talvez eu me incomode em tentar."

Sobre a escritora: 
Sarah J. Maas é o autor de best - sellers # 1  New York Times da série Trono de vidro e a série Corte de espinhos e rosas. Sarah escreveu a primeira encarnação da série Trono de vidro quando tinha apenas dezesseis anos, e já vendeu em trinta e cinco línguas. Uma nativa de Nova York, Sarah atualmente mora na Pensilvânia com seu marido e cachorro.
Graduou-se Magna Cum Laude do Hamilton College em 2008 com um diploma em Redação Criativa e um menor em Estudos Religiosos.





Trono de vidro #2: Coroa da meia-noite 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Layout: Natana Duarte | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©