-

[Resenha] Quarto

Olá amoras, tudo bem?

Titulo: Quarto
Autor(a): Emma Donoghue
Ano: 2011
Páginas: 350
Editora: Verus
Adicionar ao Skoob
Comprar na Amazon
⭐⭐⭐⭐⭐💗

"Hoje eu tenho cinco anos. Tinha quatro ontem de noite, quando eu fui dormir no Guarda-Roupa, mas quando acordei na Cama no escuro tinha mudado pra cinco, abracadabra."






Eu conheci esse livro pela adaptação do filme, que para mim sem dúvidas é uma das melhoras adaptações que existem, com atores fantásticos que conseguiram captar o real da história.

Jack acaba de completar cinco anos e tem certeza que já conhece o mundo todo, bom ele está certo em partes, o menino conhece tudo que há no "quarto" desde o enorme tapete no chão a claraboiá no teto, junto de sua mãe vive diversas aventuras todo dia em seu "mundo" no qual acredita ser o único, com raras exceções quando recebe a visita de um fantasma chamado Velho Nick, na qual nunca falou, mas conseguia o ver pelas frestas do armário em que dormia quando o fantasma aparecia. Entretanto, a realidade é muito mais cruel, nesse drama nos deparamos com uma menina que foi sequestra e trancada em um quarto com 17 anos, onde passou anos sendo abusada por esse "fantasma" e como consequência acabou gerando Jack, sua pequena luz que a manteve viva.

O livro é inteiro contado pela visão do menino, que acredita que o "Lá fora" e as imagens da velha TV não passam de uma fantasia, até que um dia sua mãe desesperada com aquela situação elabora um plano para serem salvos, um plano na qual Jack precisa se fingir de morto para que o velho Nick o leve para fora. No início temos muito negação por parte do Jack que acha que sua mãe está mentindo, mas a curiosidade do garoto fala mais alto e ele acaba concordando com o plano. Já fora do Quarto presenciamos a difícil adaptação de uma criança que está conhecendo tudo pela primeira vez e de uma mulher abalada psicologicamente em estado de depressão.
"No mundo, eu noto que as pessoas vivem quase sempre tensas e não têm tempo. Até a Vovó sempre diz isso, mas ela e o Vovô não têm emprego, então eu não sei como as pessoas empregadas fazem o trabalho e toda a vida também. No Quarto, eu e a Mãe tínhamos tempo para tudo. Acho que o tempo é espalhado muito fino em cima do mundo todo, feito manteiga, nas ruas e nas casas e nas pracinhas e nas lojas, por isso só tem um tiquinho de tempo espalhado em cada lugar, e aí todo mundo tem que correr pro pedaço seguinte."

Acho que usar uma criança como narrador foi um dos melhores pontos da história, Jack é esperto e curioso, e realmente não sabia nada da situação que se encontrava, mas isso não dificultou o entendimento da história, a escritora soube se posicionar muito bem nas cenas que apesar de leves na visão do menino traziam grande cargas emocionais.
Foi uma leitura emocionante que me roubou algumas lágrimas, sem contar o fato de ser abortado um assunto tão delicado como o sequestro e o estupro.
Enfim, a grande questão que a escritora nos propõem no final não seria tirar os personagens do Quarto, mas sim tirar o Quarto dos personagens, porque cicatrizes nem sempre são visíveis a olho nu.

O livro tem uma capa simples e bonita, a verus como sempre está de parabéns com a edição, as páginas são amarelinhas e a letra estava em um tamanho confortável, em relação a revisão, achei algumas palavras erradas, só que fiquei na dúvida se foi proposital por ser uma criança narrando ou passou despercebido.

Como citei lá em cima conheci o livro a partir do filme, foi uma coisa rara de acontecer, porque gosto sempre de ler a obra antes, mas não afetou em nada a leitura, acho que fizeram um ótimo trabalho, o que posso dizer é que no livro a situação é um pouco mais forte, os anos em que a garota ficou cativa aumentam e temos mais cenas referentes ao estado em que ela fica ao sair do quarto. Na adaptação, só vemos uma pequena parte do estrago causado pelo Velho Nick, o filme foca mais no Jack e como ele lida com o mundo real.


Sobre a autora:

Emma Donoghue é uma escritora nascida em Dublin, Irlanda, onde viveu durante vinte anos, até se mudar para Inglaterra, para estudar em Cambridge, depois para o Canadá e, mais recentemente, para França, onde vive com a sua companheira e os dois filhos.
O Quarto de Jack é o seu título mais conhecido, finalista do Booker Prize, mas a sua carreira como escritora conta com alguns bestsellers, como Slammerkin, The sealed letter, Landing, Life- Mask, Hood e Stir-Fry.







Assista ao trailer do filme:




Espero que tenham gostado amoras! 
Comentem aqui embaixo o que acharam, se já conheciam o livro ou o filme! 
Beijos da Cami e até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Layout: Natana Duarte | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©