-

TBR: Sexta-feira 13


Olá leitores, tudo bom? 
Hoje é tecnicamente um dia onde o azar reina na vida das pessoas e por estar próximo do Halloween o pessoal fica todo animada fazendo maratonas de terror e blá-blá-blá. Enfim, eu não sou muito de ligar a essa data, até porque não gosto muito desse gênero e normalmente as pessoas fazer algo relacionado a eles, porém me convidaram para participar de uma maratona literária entre os dias 13 e 25 e eu resolvi participar. Já selecionei alguns livros que estava querendo ler e espero ter sucesso no termino do prazo. 

Aqui estão os desafios que foram propostos para a maratona:

1 - um livro com magia
2 - um livro de suspense
3 - Um livro de capa feia
4 - um livro de capa escura
5 - Um livro lançamento
6 - 100 páginas do maior livro que você tem para ler

Desafios extras:
7- um livro com menos de 200 páginas
8- o último de uma série
9- um livro de distopia!
10- um livro que comprou pela capa
11- um livro que todo mundo gostou
12-um livro que virou filme

Consegui cumprir alguns desafio, mas não me prendi muito a eles. 

Os livros que eu escolhi:


Vou voltar no dia 25 para dizer qual foi o resultado, mas vocês podem acompanhar pelo instagram nos stores (@proxima_pagina). 

Quer participar? Ainda dá tempo. Acesse o evento no Facebook (aqui).

Beijos e um ótimo fim de semana!


[Resenha] A revolução dos bichos

Título: A revolução dos bichos
Autor(a): George Orwell
Ano: 2007 
Páginas: 152
Editora: Companhia das Letras
⭐⭐⭐⭐⭐


“Enfrentemos a realidade: nossa vida é miserável, trabalhosa e curta. Nascemos,recebemos o mínimo de alimento necessário para continuar respirando e os que podem trabalhar são forçados a fazê-lo até a última parcela de suas forças.”




O livro retrata a fazenda Granja Solar que possui animais cansados da tirania dos humanos, alegando que só são usados sem nenhum reconhecimento, então no meio de reuniões surge a ideia de tomarem a fazendo transformando-a em um paraíso onde os animais reinariam e viveriam em harmonia sem qualquer hierarquia. Quando enfim chega o dia da rebelião os homens não tem a menor chance contra a união dos bichos que tomam a propriedade do Sr. Jones e passam a ser donos da fazenda criando no mesmo dia mandamentos para a nova sociedade:


Os primeiros dias após a conquista é repleta de alegria e animação, mas logo os animais retornam ao trabalho (agora por vontade própria) para produzirem o próprio alimento, e os porcos sendo a especie  mais esperta entre eles recebem a difícil missão de liderá-los. Logo, um regime socialista é instalado na antiga Granja Solar agora chamada de Granja dos Bichos, os animais possuem dias de descanso, os filhotes vão a escola e todos são tratados iguais, até que pouco a pouco os porcos passam a ganhar mais privilégios sempre atendo a explicação que por pensarem mais precisam ganhar mais comida e descanso.
"-O leite e a maçã (está provado pela ciência, camaradas) contêm substâncias absolutamente necessárias à saúde dos porcos. Nós, porcos, somos trabalhadores intelectuais. A organização e a direção desta granja dependem de nós."
Tudo isso é aceito pelos animais, que ainda acreditam que as coisas estão bem melhores que antes e que unidos podem fazer qualquer coisa, porém conforme o tempo passa, eles recebem cada vez menos comida, as folgas se tornam mínimas e os mandamentos uma vez tão importante não são mais lembrando, tendo a ser trocados conforme a vontade dos porcos. A partir daí, percebemos o sistema totalista que tomou conta da fazenda, criando hierarquias e iludindo os demais que não lembram mais como era antes da revolução e só observavam os porcos adquirirem os mesmos costumes dos homens.
“Todos pensavam que o Quinto mandamento era “Nenhum animal beberá álcool” mas haviam esquecido duas palavras. Na realidade, o mandamento dizia “Nenhum animal beberá álcool em excesso”. 

O livro é muito fácil de entender, podendo se considerar uma fábula que carrega uma mensagem poderosa por trás. A história inteira é inspirada no regime stalinista, na União Soviética comunista, tendo fortes críticas a mesma. O escritor conseguiu representar os personagens de forma leve e direta, você consegue perceber aqueles são a favor, os que são contra e aquelas que seguem a ideologia sem nem ao menos questionar. E apesar da situação ao todo dos animais me deixar triste, deve um personagem em especial que me deixou muito para baixo e com vontade de matar aqueles porcos. SIM! Quando eu terminei de ler e eu comi bacon sem nenhum remorso e com muita satisfação. 

Quotes 
“Não está, pois, claro como água, camaradas, que todos os males da nossa existência têm origem na tirania dos seres humanos?” 
"Todos os animais são iguais, mas alguns animais são mais iguais que os outros." 
“Aqueles que renunciam à liberdade em troca de promessas de segurança acabarão sem uma nem outra.”  
“Doze vozes gritavam, cheias de ódio, e eram todas iguais. Não havia dúvida, agora, quanto ao que sucedera à fisionomia dos porcos. As criaturas de fora olhavam de um porco para um homem, de um homem para um porco e de um porco para um homem outra vez; mas já era impossível distinguir quem era homem, quem era porco.” 






[Resenha] O doador de memória

Titulo: O doador de memorias (#1 volume)
Autor(a): Lois Lowry
Ano: 2014
Páginas: 192
Editora: Arqueiro
COMPRE NA AMAZON
ADICIONE AO SKOOB
⭐⭐⭐⭐⭐


"Quando as pessoas têm liberdade para escolher, escolhem errado, todas as vezes."




O livro conta a história de Jonas, um menino de 12 anos que vive em uma comunidade futurística onde todos são criados por regras desde pequenos, nesta comunidade quando se chega aos doze anos a criança faz a transação para fase adulta e recebe uma função para exercer, tal como: engenheiro, cuidadora, operário entre outros. Essas funções são escolhidas a partir de uma meticulosa avaliação que os anciãos (responsáveis pela comunidade) realizam desde o nascimento da criança, tudo para que ela se adapte a sociedade. O período que se ocorre essa distribuição de tarefas e em Dezembro, uma vez que, todos os recém nascidos só comemoram o nascimento neste mês. Porém, Jonas tem uma surpresa quando durante sua cerimônia ele é escolhido para ser o próximo doador de memória: Uma função muito respeitada e importante para a comunidade que é passada somente a um membro a cada geração, pois ela envolve carregar o passado do mundo, que nem mesmo os anciãos conhecem. 

A partir daí Jonas começa seu treinamento e a medida em que passa a conhecer a historia antes da comunidade ele percebe que o mundo está repleto de possibilidades, fazendo com que ele repense sobre o que é certo e errado e se realmente vale a pena viver uma vida sem emoções e escolhas.

Falando um pouco sobre a comunidade, ela é sociedade bem complexa e cheia de regras, uma utopia inspirada no modelo socialista, não existe comercio, todas as pessoas recebem a mesma quantidade de comida, vestimentas e tratamento. Conforme progredimos no livro percebemos que questões como morte e até atração carnal são assuntos desconhecidos que o personagem nem tinha ideia que existia, tudo porque os criadores desse sistema imaginaram que isso afeta a população de modo negativo e leva a pensamentos divergentes que podem ocasionar guerras. 
Outra coisa a se comentar é que ninguém na comunidade consegue ver cores ou ouvir música, eles literalmente vivem em um mundo cinza, bem triste né? E como fazem isso? Simples, a ciência é assustadora. 


O livro é bem rapidinho de ler e entender, as criticas estão presentes junto com os prós e contras da situação. Se pararmos para pensar eles só se colocaram em uma bolha onde o sofrimento e a dor não existem porque o mundo estava ferido de mais com violência, morte e tristeza a ponto de esquecerem a esperança e as coisas boas, é um livro bom que recomendo para todo mundo. E se você não sabe o Doador de Memorias tem filme, eu já assisti e gostei muito do resultado, não é igual, até porque dessa vez o filme conseguiu ser mais animado que o livro que tem aquela vibe mais parada. 

QOUTES

"Entre o que as coisas aparentam ser e o que realmente são há uma grande diferença."
"As memórias não são apenas sobre o passado, elas determinam o nosso futuro." 
"Quando não existem memórias, a liberdade é apenas uma ilusão."

Capa original




[FOTOS DA SEMANA]

Oi leitores, tudo bom? Esse é um post para quem não consegue acompanha as redes sociais todo dia no caso o Instagram, a maioria das postagens eu faço por lá, então se você não segue, já está perdendo conteúdo. 



















Essas foram as fotinhas da semana, se você gostou segue nossas redes sociais e recebe mais do meu amor por livros :)

Beijos da Mila!



[Quotes] Corte de Espinhos e Rosas


Oioi galerinha, tudo bom?
Aqui estão algumas quotes do maravilhoso livro da escritora Sarah J. Mass, se você não conhece, não sabe o que está perdendo.

"Melhor morrer com a cabeça erguida a morrer como um verme, encolhida e covarde."
"Ela roubou uma vida. Agora deve pagar com o coração"
"Minha boca secou enquanto eu avaliava seus estranhos rostos mascarados: sobrenaturais, primitivos e imponentes. Como deuses imóveis ou cortesões ferais."
"Eu sabia... eu sabia que seguia um caminho que provavelmente terminaria com meu coração mortal despedaçado, mesmo assim... Mesmo assim, não pude evitar."
“Agradeça por seu coração humano, Feyre. Tenha piedade daqueles que não sentem nada.”
“Amo você. [...] Com espinhos e tudo.”
" Porque eu não iria querer morrer sozinha. Porque eu iria querer que alguém segurasse minha mão até o fim, e um pouco depois disso. isso é algo que todos merecem, humanos ou feéricos."
“Terá sorte, minha cara, se sequer sobrar o bastante de você para queimar.”
“Recuse-se ou morra. Mate três inocentes e viva. Três inocentes, por meu futuro. Por minha felicidade. Por Tamlin e por sua corte, e pela liberdade de uma terra inteira.”
"Mas toda vez, toda noite durante apenas aquele lampejo. Eu não escondia o amor e a dor que se acumulavam em meus olhos quando eu encontrava os dele."

Vamos terminar com algumas Fanart!

Tamlin
Lucien

Feyre
Rhysand

Beijinhos e até a próxima!



[Resenha] Cântico dos ândalos

Titulo: Cântico dos Ândalos
Ano: 2017
Páginas: 205
Editora: Mil Raízes
ADICIONE AO SKOOB
Adquira o livro na AMAZON
Classificação: 5/5 
⭐⭐⭐⭐⭐

''Ninguém se torna inferior por confiar no outro, mesmo que a outra pessoa não mereça a nossa confiança. É exatamente isso que nos diferencia deles.''





Cântico dos ândalos conta a história de um futuro onde uma catástrofe atinge a Terra e toda sua superfície é congelada, matando toda flora e fauna e mais tarde a própria raça humana que é obrigada a se abrigar em túneis subterrâneos perto do núcleo do planeta para sobreviverem e se manterem aquecidos.
A vida nos túneis não é fácil, a comida é escassa e a água é cada vez mais limitada. Porém, todos cooperam com o trabalho determinado para cada um dos 9 níveis (construídos com o tempo para abrigar a população que crescia), tal como produtores, agricultores, médicos e outros. Normalmente, as pessoas dos níveis vivem separadas e não convivem entre si. Entretanto essa regra não se aplica no dia da comemoração centenária nos túneis, onde todos dançam e cantam comemorando ainda estarem seguros.
Naira é uma garota do nível 5 (produtores) se vê em uma difícil situação quando ocorre um desabamento no nível 9 (agricultores ), durante a festa Centenária, causando desespero e muitas mortes. Agora, com a saída principal para outros níveis destruída pelo desabamento, ela se encontra sozinha junto com um grupo de pessoas desconhecidas e com uma suspeita de conspiração para diminuir o número da população. Sem saber no que acreditar, tudo fica mais complicado quando um integrante do grupo é assassinado.

Primeira vez que leio um livro do gênero, e gostei bastante da experiência. A cada capítulo um elemento novo, uma nova suspeita e um mistério que envolve fenômenos que nem a própria humanidade pode explicar.
Eu gostei do modo que o livro se desenvolveu e o final que não posso revelar mexeu com as minhas lágrimas, porém também me deu um gostinho de quero mais e se você gostou e já quer saber sobre o escritor, ele está lançando uma trilogia chamada Além das estrelas que estou doida para ler.


Uma ameaça de extinção.
Uma conspiração.
Um assassino.
Túneis podem ser muito perigosos.

Quotes:
''Era o sol quem mantinha as condições de vida necessárias no planeta, e sem uma estrela para fornecer calor tudo isso se torna apenas uma grande rocha flutuante eternamente.''
''Havia um assassino entre eles que poderia pôr fim a tudo o que batalharam arduamente durante décadas, ou talvez séculos.''
Assista o book trailer:


Beijinhos e até a próxima...

Resultado do sorteio no instagram

Olá leitores!
Hoje o post é sobre o sorteio que estava rolando no instagram do blog para comemorar o aniversario da serie Lavínia do escritor parceiro Lucinei M. Campos. A vencedora foi a Priscilia do insta @literatura_por_amor. 


Parabéns a Priscilia e a Lavínia!
Logo teremos mais sorteios, então não se esqueça de nos seguir nas redes sociais e ficar por dentro.

Um beijão e até a próxima!



[REPOST ESPECIAL] Lavínia e a árvore dos tempos

Olá meus lindos e lindas, tudo bem?
Hoje estou repostando a resenha de Lavínia e arvore dos tempos para comemorar o aniversario da série que está completando 3 anos e como essa personagem roubou um pedaço do meu core e possui agora muitos amigos resolvemos fazer muitas postagem para comemorar essa data especial. Hoje temos a repostagem da resenha, mas no instagram já está rolando sorteio com alguns itens personalizados + Ecoberg + Marcadores (ainda dá tempo de participar viu?) 

Parabéns Vina!



Título: Lavínia e a árvore dos tempos 
Autor (a): Lucinei M. Campos
Ano: 2014 / Páginas: 236
Editora: Independente
Classificação: ☆☆☆☆♡


O que você faria se no meio da noite você recebesse uma visita inesperada de uma fada, dizendo que será sua no período de um ano e ainda realizará  todos os seus desejos? 

Lavínia é uma das poucas que podem dizer que passou por essa experiência, porém se está imaginando uma fada cheia se Glitter está enganado. Com a idade de 9 anos (quase 10) nossa protagonista é uma menina que já conhece uma dura realidade, com direto a colegas que adoram praticar bullying e pegar no seu pé, além de uma professora que não consegue enxergar os verdadeiros culpados fazendo com que a garota tenha que pegar um caminho diferente todo dia após a escola para não ser importunada.



Porém, a vida de Lavínia muda quando se depara com uma estranha criatura dizendo ser uma fada homem chamada Lorivaldo que possui a bizarra aparência de um cangaceiro e uma varinha em formato de peixeira, e ao que parece ela detesta humanos e não está nem um pouco feliz com o trabalho que foi obrigado a aceitar como punição por aprontar mais do que devia.
A partir daí Vina (como é chamada por seu melhor e único amigo Léo) passa a conhecer um mundo com goblins, faunos, ninfas entre outras criaturas fantásticas, que por alguma razão ela tem o poder de ver e junto de sua fada mal humorada e um pouquinho (talvez mais) malvada está pronta para descobrir que a vida e bem mais do que se livrar de valentões e marrentinhas.



O livro foi uma leitura deliciosa e com certeza Lavínia ganhou mais uma amiga, com seu jeito divertido e encantador. A história conseguiu me conquistar pelo modo que foi se desenvolvendo, porém gostaria que o mundo mágico fosse um pouco mais explorado, acho que eu iria adorar se a Lavínia e o Léo se perdessem por lá, fora isso minha única ressalta foi a questão do bullying e dos colegas de escola da Vina, e esse foi o motivo que me fez dar 4 estrelas, tive a impressão que eles foram meio que esquecidos no final e eu estava esperando um fechamento mais firme em relação a eles, porém Lavínia e a árvore dos tempos não termina em um só volume e continua no segundo livro chamado Lavínia e a magia proibida, não sei qual será a próxima aventura, entretanto gostaria que a relação entre a protagonista e os valentões-marrentinhas fosse um dos pontos de destaque, afinal passei a torcer muito para Lavínia superar de vez essa exclusão e ser vista como a incrível menina que é.

E antes de terminar com algumas curiosidades, essa resenha também é uma homenagem ao Léo, o melhor amigo de Lavínia que está fazendo aniversario hoje dia 18/05. Parabéns Léo continue alegrando a vida da Vina e nunca mude seu jeito de ser.

Sobre a diagramação
O livro possui uma capa muito bonita com elementos da historia, e suas paginas são amarelinhas do jeito que todo leitor gosta, além disso toda pagina tem um desenho no rodapé tando mais um toque especial. A fonte e o tamanho da letra me agradaram pois não me cansou durante a leitura.

Curiosidades
O livro está cheio de críticas muito legais para se pensar, tais como: Bullying, exclusão, desmatamento e atos que prejudicam o planeta.
Nossa querida fada Lorivaldo além do visu, possui sim ASAS. 

Personagem favorito
Léo (melhor amigo de Lavínia)

Quotes
Léo - Você sabe o que isso significa? - perguntou parecendo ignorar toda a chateação e o temperamento forte da fada recém apresentada. - Nossa, ter uma fada só pra você, como isso é legal! "Eu tenho uma fada e não tenho medo de usá-la". 
Lavínia - Eu desejo que a carta que a professora Maide mandou para os meus pais nunca tenha existido e que ela se esqueça dela!
Lorivaldo - Você tem uma fada com poderes inimagináveis, capaz de influenciar humanos, transformar coisas e o que pede é só isso?
Lavínia - Ah, eu estava dormindo, você me acorda assim, o que mais poderia pensar?
Lorivaldo - Está bem! Ainda dizem que os filhotes humanos têm a mente criativa!
Lorivaldo - Eu pareço um humano, porque quiseram assim! Se você se assusta com um ser igual a você, imagine só se me visse na forma real?
Lavínia - Você não está igual a mim! Você é muito feio!

DIGA SIM!
 A LIVROS NACIONAIS 


Próximo livro:


Para saber mais sobre a próxima aventura de Lavínia e outras obras do escritor, click AQUI 








Beijinhos!!



[PARCERIA] Yuri Rebouças


Olá gatinhos e gatinhos! Tudo bom com vocês? 
Hoje o post é sobre parceria. SIM! O blog está amigo de mais um escritor nacional e eu estou muito feliz, nós conhecemos pelo Instagram (eu amo esse app) e nesse época que nem faz tanto meses ele estava lançando seu primeiro livro que é Cantico dos ândalos, agora já está para sair sua trilogia que chama Além (rápido né?). Então fiquem agora com um breve apresentação do escritor, mas não se preocupem que logo já sai a resenha do livro para vocês verem o que achei e materiais exclusivos direto do autor.


Sobre o autor:

Fascinado por literatura desde a infância, Yuri Rebouças nasceu em 1994 e é natural de Areia Branca, interior do Rio Grande do Norte. Vive atualmente em São Paulo, onde divide o seu tempo entre escrever e cuidar de suas duas filhas, Britney e Alaska (duas adoráveis e ainda assim agressivas ratinhas adultas). Cântico dos Ândalos é o seu primeiro romance publicado.







Sobre a obra:


Titulo: Cântico dos Ândalos
Ano: 2017 / Páginas: 205
Editora: Mil Raízes

Sinopse:
Após uma terrível catástrofe aniquilar toda a vida na superfície do planeta Terra, os poucos sobreviventes foram obrigados a se refugiar em túneis por incontáveis gerações. Durante as comemorações de paz do ritual centenário, uma nova tragédia ameaça a sobrevivência da humanidade, e Naira, uma jovem moradora do nível cinco, é lançada em uma dança de conspirações e mortes, descobrindo que uma força ainda mais destrutiva permeia o interior daqueles túneis: a própria humanidade.





Siga o Yuri nas redes sociais:


Assista o book trailer:


Beijinhos!

[Resenha] Lavínia e a árvore dos tempos

Título: Lavínia e a árvore dos tempos 
Autor (a): Lucinei M. Campos
Ano: 2014 / Páginas: 236
Editora: Independente
Classificação: ☆☆☆☆♡


O que você faria se no meio da noite você recebesse uma visita inesperada de uma fada, dizendo que será sua no período de um ano e ainda realizará  todos os seus desejos? 

Lavínia é uma das poucas que podem dizer que passou por essa experiência, porém se está imaginando uma fada cheia se Glitter está enganado. Com a idade de 9 anos (quase 10) nossa protagonista é uma menina que já conhece uma dura realidade, com direto a colegas que adoram praticar bullying e pegar no seu pé, além de uma professora que não consegue enxergar os verdadeiros culpados fazendo com que a garota tenha que pegar um caminho diferente todo dia após a escola para não ser importunada.



Porém, a vida de Lavínia muda quando se depara com uma estranha criatura dizendo ser uma fada homem chamada Lorivaldo que possui a bizarra aparência de um cangaceiro e uma varinha em formato de peixeira, e ao que parece ela detesta humanos e não está nem um pouco feliz com o trabalho que foi obrigado a aceitar como punição por aprontar mais do que devia.
A partir daí Vina (como é chamada por seu melhor e único amigo Léo) passa a conhecer um mundo com goblins, faunos, ninfas entre outras criaturas fantásticas, que por alguma razão ela tem o poder de ver e junto de sua fada mal humorada e um pouquinho (talvez mais) malvada está pronta para descobrir que a vida e bem mais do que se livrar de valentões e marrentinhas.



O livro foi uma leitura deliciosa e com certeza Lavínia ganhou mais uma amiga, com seu jeito divertido e encantador. A história conseguiu me conquistar pelo modo que foi se desenvolvendo, porém gostaria que o mundo mágico fosse um pouco mais explorado, acho que eu iria adorar se a Lavínia e o Léo se perdessem por lá, fora isso minha única ressalta foi a questão do bullying e dos colegas de escola da Vina, e esse foi o motivo que me fez dar 4 estrelas, tive a impressão que eles foram meio que esquecidos no final e eu estava esperando um fechamento mais firme em relação a eles, porém Lavínia e a árvore dos tempos não termina em um só volume e continua no segundo livro chamado Lavínia e a magia proibida, não sei qual será a próxima aventura, entretanto gostaria que a relação entre a protagonista e os valentões-marrentinhas fosse um dos pontos de destaque, afinal passei a torcer muito para Lavínia superar de vez essa exclusão e ser vista como a incrível menina que é.

E antes de terminar com algumas curiosidades, essa resenha também é uma homenagem ao Léo, o melhor amigo de Lavínia que está fazendo aniversario hoje dia 18/05. Parabéns Léo continue alegrando a vida da Vina e nunca mude seu jeito de ser.

Sobre a diagramação
O livro possui uma capa muito bonita com elementos da historia, e suas paginas são amarelinhas do jeito que todo leitor gosta, além disso toda pagina tem um desenho no rodapé tando mais um toque especial. A fonte e o tamanho da letra me agradaram pois não me cansou durante a leitura.

Curiosidades
O livro está cheio de críticas muito legais para se pensar, tais como: Bullying, exclusão, desmatamento e atos que prejudicam o planeta.
Nossa querida fada Lorivaldo além do visu, possui sim ASAS. 

Personagem favorito
Léo (melhor amigo de Lavínia)

Quotes
Léo - Você sabe o que isso significa? - perguntou parecendo ignorar toda a chateação e o temperamento forte da fada recém apresentada. - Nossa, ter uma fada só pra você, como isso é legal! "Eu tenho uma fada e não tenho medo de usá-la". 
Lavínia - Eu desejo que a carta que a professora Maide mandou para os meus pais nunca tenha existido e que ela se esqueça dela!
Lorivaldo - Você tem uma fada com poderes inimagináveis, capaz de influenciar humanos, transformar coisas e o que pede é só isso?
Lavínia - Ah, eu estava dormindo, você me acorda assim, o que mais poderia pensar?
Lorivaldo - Está bem! Ainda dizem que os filhotes humanos têm a mente criativa!
Lorivaldo - Eu pareço um humano, porque quiseram assim! Se você se assusta com um ser igual a você, imagine só se me visse na forma real?
Lavínia - Você não está igual a mim! Você é muito feio!

DIGA SIM!
 A LIVROS NACIONAIS 


Próximo livro:


Para saber mais sobre a próxima aventura de Lavínia e outras obras do escritor, click AQUI 








Beijinhos!!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



Layout: Natana Duarte | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©